exemplos historicos

 

Experiências de tradução intersemiótica, envolvendo dança, incluem exemplos históricos de complexas recriações. Os exemplos, muito frequentemente, adotam, como sistema-traduzido (source texts), obras literárias, autores, ou períodos estilísticos. Petipa recriou os contos de fadas “A bela adormecida” (1890), “O quebra-nozes”(1892), “Cinderela”(1893), “Barba-azul”(1892), “O espelho mágico” (1903). Os Ballets Russos de Diaghilev recriaram “As mil e uma noites”, “Scheherazade” (1910), com coreografia de Fokine. O poeta Theóphile Gautier foi traduzido em “Le spectre de la rose”(1911) de Fokine, que também recriou, com Nijinsky, “L'après-midi d'un faune”(1912), de Mallarmé. Na dança moderna, a americana Martha Graham recriou as tragédias gregas nos espetáculos “Cave of the Heart” (Medéia, 1946), “Errand into the Maze” (Minotauro, 1947), “Night Journey” (Jocasta/Édipo Rei, 1947), “Clytemnestra” (1958), “Alcestis”(1960). José Limon traduziu “Otelo” de Shakespeare em “Moor”s Pavane”(1949). Mais recentemente, Pina Bausch e Maguy Marin recriaram os contos de fadas “Barba-Azul”(1977) e “Cinderela”(1985), respectivamente.

São conhecidos, entre nós, o solo “O Homem de Jasmim”, de Marta Soares, que é uma recriação da obra homônima da escritora alemã Zurn. Clara Trigo recriou a obra do poeta Manoel de Barros em “Idéias de teto”. Márcia Rubim recriou Katherine Mansfield em “Algumas maneiras de dizer sim”; Vera Sala recriou “A hora da estrela” de Clarice Lispector em “Estudo para Macabéia”. Mariana Muniz recriou a obra de Ferreira Gullar em “Túfuns” e Florbela Espanca em “Dantea”. Elizabeth Finger recriou poemas concretos em “construção para movimento concreto” e “frases”. “Hyperbolikós”, da Cia Corpos Nômades, é uma recriação de Paulo Leminsky. “Joaquim Maria” e “Santa Cruz” são recriações de Márcia Milhazes de Machado de Assis: “Quincas Borba” e “Dom Casmurro”. Gilsamara Moura recriou “Macunaíma” de Mario de Andrade em “Ursa Maior”. Sandro Borelli recriou a obra de Frans Kafka nas obras “O Processo”, “A Metamorfose” e “O Abutre”. “+ simples” de Ana Vitória é uma recriação de “Seis propostas para o próximo milênio” de Ítalo Calvino. O “Auto do Estudante que se Vendeu ao Diabo” é recriação do cordel de João Athayde realizada pelo Grupo Grial (PE). Kleber Lourenço recriou um poema de Murilo Mendes em “Jandira”, e o livro “Contos Negreiros” de Marcelino Freire em “Negro de estimação”